Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017
Camara de Vereadores Lindolfo Collor
img_1 img_2 img_3 img_4
Você está em:
Município - História do Município

HISTÓRIA DO MUNICÍPIO


O município de Lindolfo Collor (ex-Picada Capivara) está situada a 6km da cidade de Ivoti. Sua antiga sede municipal era tipicamente alemã, por isso a história dessa cidade se insere no contexto de toda colonização alemã no Rio Grande do Sul.

Segundo os moradores mais antigos, havia na região grande número de capivaras, na época da colonização, o que teria motivado o nome da localidade "Picada Capivara".

Ao emancipar-se, a comunidade de Picada Capivara adotou novo topônimo (Lindolfo Collor) para homenagear um ilustre conterrâneo, o leopoldense, Ministro do Trabalho de Getúlio Vargas e responsável pela introdução das Leis Trabalhistas no Brasil nos anos 30, Lindolfo Collor.


Dados Gerais

A População total do Município era de 4.414 de habitantes, de acordo com o Censo Demográfico do IBGE (2000).
Sua Área é de 33,06 km² representando 0.0123% do Estado, 0.0059% da Região e 0.0004% de todo o território brasileiro.
Seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0.805 segundo o Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD (2000).
Ano de Instalação: 1993
Microrregião: Gramado-Canela
Mesorregião: Metropolitana de Porto Alegre
Altitude da Sede: 40 m
Distância à Capital: 48,49Km
Área Territorial: 33,06 km²
Fonte: Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD

Dados Políticos
Prefeito: Wiliam Winck
Partido: PP
Endereço da Prefeitura
Av. Capivara, 1314
Fone: (51) 3552-1444
CEP: 93940-000


Demografia

As informações populacionais foram baseadas nos censos demográficos realizados pelo IBGE (www.ibge.gov.br) nos anos de 1970, 1980, 1991 e 2000. Além disso, também é possível encontrar as estimativas dos anos de 2001, 2002,2003 e 2004, somente para os municípios. A metodologia utilizada pelo IBGE em relação à população residente total, por sexo e situação de domicílio é referente aos moradores habituais em cada residência. O recenseamento dos moradores habituais do domicílio que estavam ausentes na data de referência é apresentado respeitando a presença inferior a 12 meses na residência em relação à data em que foi feito o recenseamento.

Já o cálculo para a Estimativa Populacional respeita uma série de equações estatística desenvolvidas pelo IBGE na década de 90 dispostas abaixo:

Metodologia adotada nas estimativas populacionais municipais:
O modelo adotado para estimar os contingentes populacionais dos municípios brasileiros emprega metodologia desenvolvida pelos demógrafos Madeira e Simões, onde se observa a tendência de crescimento populacional do município, entre dois Censos Demográficos consecutivos, em relação à mesma tendência de uma área geográfica hierarquicamente superior (área maior).

O método requer a existência de uma projeção populacional, que leve em consideração a evolução das componentes demográficas (fecundidade, mortalidade e migração), para uma área maior que o município, quer dizer, para a Unidade da Federação. Desta forma, o modelo matemático desenvolvido estaria atrelado à dinâmica demográfica da área maior.

Em síntese, o que a metodologia preconiza é que:
Se a tendência de crescimento populacional do município entre os Censos for positiva, a estimativa populacional será maior que a verificada no último levantamento censitário; caso contrário, a estimativa apontará valor inferior ao último Censo.

Fonte: IBGE (www.ibge.gov.br)

Av. Capivara, 701, Sala 04
Centro | CEP: 93940-000
Lindolfo Collor | RS
(51) 3552-1630
camaralc@sinos.net
HORÁRIO DE EXPEDIENTE / SECRETARIA DA CÂMARA:
Segunda, Terça e Quinta - 8h às 11h / 12h às 16h
Quarta - 11h às 17h30 / 18h30 às 21h
Copyright 2014 - Todos os Direitos Reservados